Últimas vagas disponíveis!

divulgaçãoV2

Excursão Geológica “Outra forma de olhar o Arquipélago das Berlengas: histórias com milhões de anos – 4 VAGAS DISPONÍVEIS

divulgação

A APG informa que tem disponíveis 4 vagas para a Excursão Geológica “Outra forma de olhar o Arquipélago das Berlengas: histórias com milhões de anos” que se irá realizar no dia 20 de Agosto.

Aproveite esta oportunidade para descobrir os segredos geológicos da ilha da Berlenga. Participe nesta viagem no tempo!

Descrição:
Pretende-se dar a conhecer a evolução geológica do arquipélago das Berlengas, desde os tempos mais antigos até aos mais recentes. Iremos observar paisagens e geoformas únicas de grande beleza cénica que testemunham ambientes e processos geológicos antigos. Serão focados ainda aspectos relativos ao seu património natural, pois o arquipélago foi considerado pela UNESCO como Reserva da Biosfera.

Duração: 1 dia

Hora de início: 9:00

Destinatários: atividade aberta a todos os interessados (idade mínima: 10 anos)

Custo de Inscrição: 60€ *

*O custo da inscrição inclui viagem de barco (ida e volta), visita às grutas, almoço de campo e documentos de apoio à visita. O custo de inscrição para crianças e adolescentes até aos 18 anos é de 45€.

Datas limite de inscrição e pagamento: De forma a garantir o seu lugar, a inscrição e o respetivo pagamento devem ser efetuados até ao dia 12 de agosto de 2016

Formulário de Inscrição: Aceda ao formulário de inscrição aqui: https://goo.gl/jP0m15

Ponto de Encontro: Cais de Embarque para as Berlengas (Peniche)

Como Chegar: IP6 – Peniche – Cais de Embarque para as Berlengas (antigo porto de pesca, junto à fortaleza)

Itinerário: Peniche – Arquipélago das Berlengas – Peniche

Transporte durante a ação: A pé, Barco

Nota: Os participantes devem levar calçado e vestuário adequados para passeio pedestre. É ainda aconselhável levar protetor solar. A organização disponibilizará água.

Para quaisquer dúvidas, não hesite em contactar-nos para info@apgeologos.pt .

Pré-Inscrições para a Excursão Geológica “Outra forma de olhar o Arquipélago das Berlengas: histórias com milhões de anos” (20 de agosto de 2016)

Berlengas 2016imagem

A Associação Portuguesa de Geólogos (APG) vem por este meio informar que as inscrições para a Excursão Geológica “Outra forma de olhar o Arquipélago das Berlengas: histórias com milhões de anos”, que se realizará no dia 20 de agosto estão encerradas, por se ter atingido o número máximo de vagas disponíveis. Caso pretenda, poderá efectuar uma pré-inscrição que passará a efectiva no caso de haver desistências.

Aceda aqui ao Formulário de Pré-inscrição: https://goo.gl/jP0m15


Descrição da Visita Geológica:
Pretende-se dar a conhecer a evolução geológica do arquipélago das Berlengas, desde os tempos mais antigos até aos mais recentes. Iremos observar paisagens e geoformas únicas de grande beleza cénica que testemunham ambientes e processos geológicos antigos. Serão focados ainda aspectos relativos ao seu património natural, pois o arquipélago foi considerado pela UNESCO como Reserva da Biosfera.

Duração: 1 dia

Hora de início: 9:00

Destinatários: atividade aberta a todos os interessados (idade mínima: 10 anos)

Custo de Inscrição: 60€

O custo da inscrição inclui viagem de barco (ida e volta), almoço de campo e documentos de apoio à visita.

Datas limite de inscrição e pagamento: A inscrição e os respetivo pagamento devem ser efetuados até uma semana antes da realização de cada excursão geológica.

Visita Geológica Guiada de 20 de agosto (VAGAS TOTALMENTE PREENCHIDAS) – Pré-Inscrição (apenas passará a efectiva no caso de haver desistências)

Ponto de Encontro: Cais de Embarque para as Berlengas (Peniche)

Como Chegar:
IP6 – Peniche – Cais de Embarque para as Berlengas (antigo porto de pesca, junto à fortaleza)

Itinerário:
Peniche – Arquipélago das Berlengas – Peniche

Transporte durante a ação: A pé, Barco

Nota:
Os participantes devem levar calçado e vestuário adequados para passeio pedestre. É ainda aconselhável levar protetor solar e água.

Para quaisquer dúvidas, não hesite em contactar-nos para info@apgeologos.pt .

APG participa em mais uma edição da Ciência Viva no Verão em Rede

posters_cv_verao_2016.jpg

Entre 15 de julho e 15 de setembro de 2016, realiza-se mais uma edição do Programa Ciência Viva no Verão, em parceria com a Rede de Centros Ciência Viva.

Os interessados em participar nestas ações têm à sua disponibilidade diversas atividades, sempre na companhia de especialistas, instituições científicas, associações, centros ciência viva, autarquias e empresas.

À semelhança das edições anteriores, a Associação Portuguesa de Geólogos (APG), pelo segundo ano em parceria com o Centro Ciência Viva do Lousal, promove três ações de divulgação científica, “A arte de ler as camadas geológicas para entender os ambientes antigos” (19 de agosto), “Da paisagem cársica do Cabo Carvoeiro à Gruta da Furninha” (19 de agosto) e “O planalto de granito rosa das Berlengas: geomonumento a valorizar e divulgar” (29 de julho).

Consulte aqui mais informações sobre as ações realizadas pela APG, no âmbito do Programa Ciência Viva no Verão 2016.

Participe e aproveite o verão!

Técnicos portugueses cartografam riqueza geológica de Angola

planageo

O projeto ibérico Planageo, que termina em 2018, e que fará o levantamento de um terço do território angolano, já permitiu aos técnicos portugueses detetar centenas de novas áreas com potencial para a extração mineira.

A dinamização e relançamento do sector mineiro em Angola está a cabo de 15 técnicos portugueses, o número de especialistas que o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG) alocou à elaboração do Plano Nacional de Geologia Angolano.

De acordo com os últimos estudos, já foi possível identificar, segundo o Ministro da Geologia e Minas de Angola, centenas de novas áreas com potencial para a extração mineira, nomeadamente ouro, ferro e cobre.

Este projeto ibérico foi lançado em maio de 2014, com o objetivo de fazer um levantamento científico do potencial mineral e geológico do vasto pais africano, para com ele atrair investimento internacional para o sector. Segundo o projeto, Angola tem um potencial de produção de 38 dos 50 minérios mais procurados do mundo.

O projeto está avaliado em 358 milhões de euros e está a ser levado a cabo por três consórcios internacionais. O LNEG faz parte de um consórcio ibérico (apresentando-se a concurso com o organismo homólogo espanhol, o IGME-Instituto geológico e Mineiro de Espanha) a quem foi entregue todo o trabalho referente à zona sul do país, em cerca de um terço do seu território. Para além do consórcio ibérico, os restantes trabalhos foram adjudicados a instituições brasileiras e chinesas.

O caderno de encargos adjudicado ao consórcio ibérico inclui a realização, para os quadrantes sudoeste e sul do quadrante sudeste, de vários trabalhos aéreos que permitiram identificar zonas de potencial interesse geológico, para serem confirmadas depois com análises em terra.

A ideia é elaborar as cartografias geológica, geoquímica e hidrogeológica, bem como proceder à investigação e cartografia de recursos minerais metálicos e de recursos minerais para a construção civil.

O Planageo envolve, também, a construção de dois laboratórios regionais, no Lubango, província da Huíla, no sul do país, e em Saurimo, província da Lunda Sul, no interior norte de Angola, para tratamento e análise de e ainda um laboratório geoquímico central em Luanda.

 

 

Ciência 2016 – Encontro com a Ciência e Tecnologia em Portugal

unnamed.png

Nos dias 4, 5 e 6 de julho de 2016 realizou-se, no Centro de Congressos de Lisboa, o evento “Ciência 2016 – Encontro com a Ciência e Tecnologia em Portugal”. O encontro foi organizado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia em colaboração com a Ciência Viva, a Academia das Ciências de Lisboa e a Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, tendo tido como Comissário Carlos Salema, Vice-presidente da Academia das Ciências e Presidente do Instituto de Telecomunicações.

O evento destacou-se por ser a mais importante e diversificada reunião nacional de investigadores de diferentes instituições e áreas do conhecimento, tendo sido aberta a toda a comunidade científica, para a apresentação e discussão dos principais temas, resultados e questões que caracterizam a atividade científica e tecnológica em Portugal.

No encontro estiveram presentes mais de 300 oradores (nacionais e internacionais), 200 instituições de investigação, 2500 participantes, 6 sessões plenárias, 100 paralelas, 50 demonstrações e 300 posters de alunos de doutoramento.

No decorrer do evento, a Ciência Viva organizou três sessões dedicadas ao ensino experimental das ciências, aos laboratórios de participação pública e ao projeto das Escolas Ciência Viva.

Aceda aqui ao programa completo do evento.

 

Curso “Concepção, Dimensionamento e Execução de Soluções de Reforço e Melhoramento de Terrenos”

fundec

Nos dias 14, 15 e 16 de novembro de 2016 realizar-se-á, no Instituto Superior Técnico – DECivil, a 3ª Edição do Curso “Concepção, Dimensionamento e Execução de Soluções de Reforço e Melhoramento de Terrenos”, organizado pela Associação para a Formação e o Desenvolvimento em Engenharia Civil e Arquitectura (A FUNDEC). A coordenação do evento está a cargo da Prof.ª Rafaela Cardoso (IST) e do Prof. Alexandre Pinto (IST).

Este curso tem como objectivos a aquisição e consolidação de conhecimentos sobre concepção, execução e dimensionamento de soluções de reforço e melhoramento de terrenos, com aplicação prática em projecto, em obra e em fiscalização e destina-se a profissionais e estudantes de engenharia civil, geologia e geotecnia.

Programa

Ficha de inscrição

MAIS INFO [+] 

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 340 outros seguidores