XXXIX CAP acreditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua

O XXXIX CAP – Curso de Atualização de Professores de Geociências, subordinado ao tema “Rota dos geossítios do Arouca Geopark: aspetos educativos”, decorrerá de 06 a 08 de Setembro de 2019 no Arouca Geopark.

As inscrições já se encontram encerradas por preenchimento de todas as vagas. No entanto, todos os interessados poderão integrar a lista de pré-inscrições. O preenchimento das vagas que eventualmente ficarem disponíveis será efetuado por ordem da pré-inscrição.

Pré-Inscrição para Docentes: https://bit.ly/32oiLCG
Pré-Inscrição para Não Docentes (ou Docentes sem necessidade de créditos): https://bit.ly/2YTnev0

Este curso de formação encontra-se acreditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua para os grupos de recrutamento 230, 420 e 520.

Anúncios

XXXIX CAP “Rota dos geossítios do Arouca Geopark: aspetos educativos”

O XXXIX CAP – Curso de Atualização de Professores de Geociências irá decorrer de 06 a 08 de setembro de 2019, no Arouca Geopark. A edição deste ano, intitulada “Rota dos geossítios do Arouca Geopark: aspetos educativos”, irá combinar sessões teóricas e sessões práticas que incluem duas visitas de campo.

Este curso de formação é organizado pela Associação Portuguesa de Geólogos com a colaboração da Associação Geoparque Arouca e conta com o apoio da Câmara Municipal de Arouca e do Museu das Trilobites.

Esta ação de formação pretende ser um curso de atualização para os professores de Geociências do Ensino Básico e Secundário, utilizando o Arouca Geopark como recurso pedagógico. Será abordado o conceito de Geoparque, dar-se-á enfoque à Rede Nacional e Mundial de Geoparks da UNESCO, demonstrar-se-á a importância dos geoparques enquanto recurso educativo, nomeadamente o papel dos programas educativos no ensino das Geociências. Pretende-se, igualmente, dar a conhecer a geodiversidade da região de Arouca, numa clara relação com a biodiversidade e com a cultura.

O curso de formação encontra-se em processo de acreditação pelo CCPFC para os grupos de recrutamento 230, 420 e 520.

As inscrições já se encontram abertas. Aceda ao respetivo formulário aqui: https://xxxixcap.wordpress.com/inscricao/.

Para mais informações consulte o Website do evento: https://xxxixcap.wordpress.com/

Excursão Geológica “Outra forma de olhar o Arquipélago das Berlengas: histórias com milhões de anos”

No âmbito das actividades de divulgação científica desenvolvidas pela APG, decorrerá no dia 24 de agosto de 2019 a Excursão Geológica “Outra forma de olhar o Arquipélago das Berlengas: histórias com milhões de anos”. Esta excursão geológica tem como objetivo dar a conhecer a evolução geológica do arquipélago das Berlengas, desde os tempos mais antigos até aos mais recentes. Os participantes irão observar paisagens e geoformas únicas de grande beleza cénica que testemunham ambientes e processos geológicos antigos.

Nesta actividade serão focados ainda aspectos relativos ao seu património natural, pois o arquipélago foi considerado como Reserva da Biosfera, pela UNESCO.

Esta excursão geológica, que tem início às 14:00 e termina às 20:00, é aberta a todos os interessados com idade superior a 10 anos.

O custo de inscrição é de 65,00€ e inclui visita orientada, viagem de barco, percurso em lanchas e documentação de apoio à visita. A inscrição e os respetivo pagamento devem ser efetuados até ao dia 16 de agosto de 2019.

Aceda aqui ao formulário de inscrição: https://bit.ly/2L0DBm9

2ª Fase de Candidaturas ao Título de Eurogeólogo

Encontra-se aberta a 2ª Fase de candidaturas ao título de Eurogeólogo, atribuído pela Federação Europeia de Geólogos (FEG). Todos os associados da APG poderão candidatar-se a este título. As candidaturas serão avaliadas pela Comissão Nacional de Acreditação, sendo posteriormente submetidas à FEG. Este período de candidaturas termina a 31 de Outubro de 2019.

Saiba mais sobre o título de EurGeol aqui.

Horizonte 2020: Oportunidades em 2020 Ação climática, ambiente, eficiência de recursos e matérias-primas – 16-17 Set., Bruxelas

Nos dias 16 e 17 de setembro vai realizar-se, em Bruxelas, o infoday dedicado às oportunidades a concurso em 2020 no Desafio Societal  5 “Ação climática, ambiente, eficiência de recursos e matérias-primas” do Programa Horizonte 2020.

Este será o último concurso lançado no Desafio Societal 5 do Horizonte 2020. A pré-publicação já está disponível online e poderão verificar os tópicos disponíveis para 2020.

Não perca a oportunidade de fazer contactos com entidades da sua área de interesse,  conhecer as particularidades dos tópicos que estarão a concurso e esclarecer potenciais dúvidas com os officers da Comissão Europeia. Ao inscrever-se poderá ainda participar no Brokerage que lhe permitirá conhecer potenciais parceiros.

Participe num dos maiores eventos de networking ao nível Europeu inscrevendo-se aqui.

Resultados do projeto CHPM2030 e perspetivas: integração e plano estratégico do sistema

O pacote de trabalho de integração do sistematinha como objetivo combinar os diferentes processos incluídos no projeto CHPM2030 num único sistema e desenvolver um modelo computacional para simulação dos processos globais de extração de metal e produção de eletricidade e calor. Os componentes de superfície relevantes são os seguintes: (1) recuperação eletrolítica de metais, (2) central binária de energia geotérmica, (3) aproveitamento de calor, (4) extração de metal por eletroprecipitação e (5) geração de energia através do gradiente de salinidade.

A base para a integração do sistema é uma descrição matemática do comportamento dos componentes individuais, os chamados sub-modelos, resultantes de testes laboratoriais e de outros trabalhos realizados durante o projeto. Os principais parâmetros do modelo são temperatura do fluido, salinidade, taxa de fluxo e concentração de diferentes metais. Os submodelos estão interligados para descrever o desempenho geral do sistema. Foi utilizada uma abordagem probabilística, aplicando a técnica de simulação de Monte Carlo, por forma a considerar as incertezas dos parâmetros de entrada, obtendo-se uma distribuição de probabilidade dos valores de saída calculados. O modelo geral pode ser usado para estudar diferentes cenários e efetuar simulações, otimizações e outros tipos de análise de sistema. No âmbito do projeto CHPM2030, o modelo foi testado em cinco campos geotérmicos europeus diferentes, onde foi avaliada a quantidade de metal que pode ser extraída, bem como a quantidade de energia que poderá ser produzida ou consumida pelos componentes individuais. Uma análise de sensibilidade foi, também, realizada para estimar a influência de diferentes parâmetros nos resultados finais do modelo.

O desenvolvimento do plano estratégico do sistema CHPM para 2030 e 2050 (a ser publicado no final de junho) envolveu uma combinação sinérgica de três aspetos: 1) o plano estratégico de componentes do sistema CHPM fornece um acompanhamento direto dos componentes tecnológicos atuais (por exemplo, mobilização/ recuperação de metais ), descrevendo o estado da arte, plano de investigação imediata (2025), plano de investigação piloto (2030) e objetivos a longo prazo (2050); 2) a Preparação para futuros testes piloto investiga como atingir o nível de preparação para os referidos testes até 2030, fornecendo uma descrição detalhada de 5 áreas europeias (Cornualha, Faixa Piritosa Ibérica, Bacia Beius e Montanhas Bihor, Kristineberg e Nautanen) com potencialidade para a implementação do sistema CHPM, onde se incluem recomendações para prospeções futuras, envolvimento de stakeholders e oportunidades de financiamento. 3) o conceito geral do CHPM explora a ideia de combinar a energia geotérmica com a extração mineral, usando ferramentas de previsão, como a “Exploração do Horizonte”, a metodologia Delphi e a realização de Workshops com Especialistas. Foram identificadas metas e ações relacionadas com prospeção, desenvolvimento, operação e mercado. Resumindo, está a ser desenvolvido um cronograma, que inclui marcos, objetivos e metas a serem alcançados, que permitam executar os testes piloto até 2030 e implementar o sistema até 2050.

Consulte aqui a estrutura do plano estratégico e assista à apresentação sobre a metodologia que está na sua base.

Saiba mais sobre o projeto CHPM2030 aqui.

Divulgação do Relatório sobre os testes piloto e plataforma de informação do projeto CHPM2030

Um dos resultados mais recentes do projeto CHPM2030 é um relatório sobre os testes piloto, compilado pelo La Palma Research Center. Este relatório apresenta uma estrutura de avaliação que facilita a investigação de áreas potenciais de estudo para implementação da tecnologia CHPM. A mesma metodologia foi aplicada a cinco áreas europeias [Sudoeste da InglaterraFaixa Piritosa Ibérica (Portugal)Bacia Beius e montanhas Bihor na RoméniaNautanen e Kristineberg na Suécia] no sentido de avaliar o seu potencial e as suas características para implementação do sistema CHPM.

O relatório sobre os testes piloto foi completado com a compilação de uma base de dados europeia de potenciais locais identificados pelas associações nacionais, membros da Federação Europeia de Geólogos, que colaboram como Terceiras Partes associadas ao projeto. Esta plataforma de informação cobre 24 países europeus e apresenta dados geológicos relativos a depósitos minerais e ao potencial geotérmico. Os dados são apresentados num Story Map online da ESRI©, de acesso gratuito, e são particularmente relevantes para quem se dedica ao desenvolvimento de tecnologias, investigadores e decisores políticos quer a nível nacional quer a nível da UE, informando-os sobre áreas onde o sistema CHPM poderá ser desenvolvido no futuro. A plataforma de informação pode ser acedida aqui.