ENGIE – Encouraging Girls to Study Geosciences and Engineering

O padrão geral de género nas geociências, especialmente nos setores de prospeção e exploração de matérias-primas, está definitivamente desequilibrado. É caracterizado, mais ou menos, por homens e estereótipos masculinos ​​em quase todas as partes dos grupos de negócios, na sociedade e nas comunidades profissionais, bem como na área da educação e na investigação. No entanto, estudos confirmam que equipas diversificadas são mais criativas e inovadoras. A participação das mulheres em indústrias relacionadas com as matérias-primas é, portanto, necessária e pode ser considerada como um elemento na estratégia de negócios.

A Comunidade das Matérias-primas do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT RawMaterials) apoia a implementação de um projeto que tem como objetivo despertar o interesse de raparigas entre os 13 e os 18 anos de idade para estudar Geociências e disciplinas relacionadas com engenharia, melhorando expectavelmente o balaço de género nestas áreas. O projeto ‘ENGIE – Encouraging Girls to Study Geosciences and Engineering’ (Promover o Estudo das Geociências e Engenharia por Raparigas) irá focar-se em estudantes femininas do ensino secundário, dado que as decisões do percurso profissional são efetuadas geralmente neste período da vida. Este projeto que começou em janeiro de 2020 terá a duração de três anos.

Durante a implementação do projeto, será desenvolvida uma estratégia de consciencialização e será estabelecida uma rede internacional colaborativa das partes interessadas para a realização de um conjunto de ações concretas. Estas ações incluem eventos de ciência para as famílias, programas ao ar livre, clubes de ciências escolares, visitas a museus, programas de mentoria, conferências internacionais para estudantes, oportunidades de publicação e de obtenção de prémios, cursos de verão para professores de ciências e produção de materiais didáticos.

O projeto ENGIE será implementado através da cooperação de 26 instituições. O consórcio envolve 3 universidades (Universidade de Miskolc, Universidade Técnica de Luleå e a Universidade de Zagreb), 2 centros de investigação (o Conselho Nacional de Investigação Italiano e o Centro de Investigação de La Palma) e uma organização profissional de nível europeu (Federação Europeia de Geólogos – FEG). Vinte associações nacionais da FEG, entre as quais a Associação Portuguesa de Geólogos, participarão também na implementação do projeto como Terceiras Partes (Linked Third Parties). Através da sua contribuição, as atividades do projeto serão estendidas a mais de 20 países europeus.

MAIS INFO [+]: info@apgeologos.pt

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: