Resultados do projeto CHPM2030 e perspetivas: integração e plano estratégico do sistema

O pacote de trabalho de integração do sistematinha como objetivo combinar os diferentes processos incluídos no projeto CHPM2030 num único sistema e desenvolver um modelo computacional para simulação dos processos globais de extração de metal e produção de eletricidade e calor. Os componentes de superfície relevantes são os seguintes: (1) recuperação eletrolítica de metais, (2) central binária de energia geotérmica, (3) aproveitamento de calor, (4) extração de metal por eletroprecipitação e (5) geração de energia através do gradiente de salinidade.

A base para a integração do sistema é uma descrição matemática do comportamento dos componentes individuais, os chamados sub-modelos, resultantes de testes laboratoriais e de outros trabalhos realizados durante o projeto. Os principais parâmetros do modelo são temperatura do fluido, salinidade, taxa de fluxo e concentração de diferentes metais. Os submodelos estão interligados para descrever o desempenho geral do sistema. Foi utilizada uma abordagem probabilística, aplicando a técnica de simulação de Monte Carlo, por forma a considerar as incertezas dos parâmetros de entrada, obtendo-se uma distribuição de probabilidade dos valores de saída calculados. O modelo geral pode ser usado para estudar diferentes cenários e efetuar simulações, otimizações e outros tipos de análise de sistema. No âmbito do projeto CHPM2030, o modelo foi testado em cinco campos geotérmicos europeus diferentes, onde foi avaliada a quantidade de metal que pode ser extraída, bem como a quantidade de energia que poderá ser produzida ou consumida pelos componentes individuais. Uma análise de sensibilidade foi, também, realizada para estimar a influência de diferentes parâmetros nos resultados finais do modelo.

O desenvolvimento do plano estratégico do sistema CHPM para 2030 e 2050 (a ser publicado no final de junho) envolveu uma combinação sinérgica de três aspetos: 1) o plano estratégico de componentes do sistema CHPM fornece um acompanhamento direto dos componentes tecnológicos atuais (por exemplo, mobilização/ recuperação de metais ), descrevendo o estado da arte, plano de investigação imediata (2025), plano de investigação piloto (2030) e objetivos a longo prazo (2050); 2) a Preparação para futuros testes piloto investiga como atingir o nível de preparação para os referidos testes até 2030, fornecendo uma descrição detalhada de 5 áreas europeias (Cornualha, Faixa Piritosa Ibérica, Bacia Beius e Montanhas Bihor, Kristineberg e Nautanen) com potencialidade para a implementação do sistema CHPM, onde se incluem recomendações para prospeções futuras, envolvimento de stakeholders e oportunidades de financiamento. 3) o conceito geral do CHPM explora a ideia de combinar a energia geotérmica com a extração mineral, usando ferramentas de previsão, como a “Exploração do Horizonte”, a metodologia Delphi e a realização de Workshops com Especialistas. Foram identificadas metas e ações relacionadas com prospeção, desenvolvimento, operação e mercado. Resumindo, está a ser desenvolvido um cronograma, que inclui marcos, objetivos e metas a serem alcançados, que permitam executar os testes piloto até 2030 e implementar o sistema até 2050.

Consulte aqui a estrutura do plano estratégico e assista à apresentação sobre a metodologia que está na sua base.

Saiba mais sobre o projeto CHPM2030 aqui.

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: